Depoimento

Eu, Mariana Rocha, uma das integrantes da equipe, gostaria de deixar registrado aqui o meu depoimento.
"Mudei de escola no Ensino Médio, e nesta época eu era bem tímida e não mantinha muito contato com algumas pessoas da minha classe. Acredito que todos nós temos o direito de nos aproximar de quem temos mais afinidade. No 1°ano, um grupo de garotas da minha classe me convidou para integrar o grupo delas mas eu não aceitei, porque  não me identifiquei com elas. Eu comecei uma amizade com uma garota que era como eu, gostava de ler, ouvir rock, conversar sobre assuntos diferentes e não ligava pra baladas, paqueras e coisas que esse grupo gostava.
Minha classe era, como todas as outras, dividida em panelas, e eu e minha amiga conversávamos com a maioria delas mas preferíamos andar só nós duas.
 No ano seguinte (2°), este quarteto, que sempre implicou conosco, começou a espalhar pela classe o boato de que eu e minha amiga éramos lésbicas e formávamos um casal. O motivo de tal boato? Era justamente pelo fato de sermos amigas e convivermos; só porque andávamos juntas e não compartilhávamos os mesmos interesses que elas.
 Mas a parte boa disso, é que não nos deixamos atingir pelas fofocas, que persistiram até o 3°ano. O resto da turma comentava, cochichava e de vez em quando perguntavam se o boato era verdadeiro. Neste ponto resolvemos agir, e sempre que possível, desmentíamos.
Eu não me sentia muito confortável, mas passei por essa situação de cabeça erguida."

4 comentários:

vanderleia disse...

OLÁ MaRIANA, posso dizer que ja passei por esta situação tbm, por ser uma pessoa fechada e sempre andar somente com uma pessoa ou as vezes permanecer sozinha, sempre ouço buchichos de algo que não sou, e isso me incomoda, não é por que hoje tenho 40 anos que isso não me incomodo mais .Sei o que sou, e o que não sou.Quando joven, era um pouco mais complicado em lidar com isso, porém hoje sei lidar melhor com a situação.
Adorei o blog, estão de parabéns
bjs de sua colega de classe

Bruno disse...

Olá meninas, primeiramente gostaria de parabenizar pela EXCELENTE iniciativa de discutir o bullying juntamente com os alunos, creio que este dialogo possa realmente mudar uma situação tão desagradável em que muito alunos vivem dentro das escolas.
Gostaria de ressaltar que o Bullying também esta presente dentro do trabalho, das universidades e até na convivência com conhecidos no próprio bairro, apenas maquiados com outros nomes como assedio moral.
Uma iniciativa como esta dentro das escolas pode realmente conscientizar e banir essa violência da sociedade em geral.

Abraço meninas e novamente parabéns pelo trabalho.

Bruno Vieira de Carvalho
Aluno PIBID- Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência

Pedagogia Ufscar campus Sorocaba

GRUPO MÁRCIA disse...

Olá meninas!
Foi muito inteligente da parte de vocês montar esse blog,vai ser de grande interesse para tds nós, estar postando também experiências que já passamos em algum momento de nossas vidas além disso poderemos trocar conhecimentos sobre esse tema tão polêmico que vem aterrorizando as escolas.
Grupo: Márcia

Anônimo disse...

OI PESSOAL,INFELIZMENTE BULLYING É UM PROBLEMA MUITO ANTIGO.MAS QUE NOS DIAS DE HOJE TEM GANHO UM FOCO MAIOR ,INCLUSIVE MERECENDO A ATENÇÃO DE ESPECIALISTAS DA ÁREA DE EDUCAÇÃO.
EU SOU UMA VÍTIMA DE BULLYING ASSIM COMO A MAIORIA DAS PESSOAS COM AS QUAIS CONVERSO,VEJO QUE O PAPEL DOS EDUCADORES É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA,POIS SOMOS NÓS,QUE CONVIVEMOS DIA A DIA COM O PROBLEMA.ESTÁ MAIS DO QUE NA HORA DE TRABALHAR SÉRIO ESSE ASSUNTO,QUE SE DEIXADO DE LADO PODE TER CONSEQUÊNCIAS DESASTROSAS NAS VIDA DAS VÍTIMAS...
BJS A TODOS... GILMA 7ºC